Eu vou estar aqui quando você acordar 

Tem dia que eu olho pra você e desejo que tudo fosse diferente. Alguns segundos depois eu rio de mim mesma e até me auto censuro: não há possibilidade de eu me sentir mais feliz e completa afetivamente que nessa noite de domingo, vestindo seu pijama, depois de transar por horas. Não tem o que mudar, a minha felicidade ta aqui. Enroscada nesse espaço entre a curva do seu pescoço e o final do seu ombro, que eu carinhosamente apelidei de “meu pedacinho”. 

Você me dá medo de fechar os olhos pra dormir, por aquela famosa sensação de correr o risco de estar sonhando. Hoje você me prometeu que eu posso fechar os olhos e mergulhar no sono tranquilamente, porque você não vai sair do meu lado em instante algum. Quando eu abrir os olhos, eu vou ver você.

“Sossego”, como você diz. É o que trouxemos um pro outro, nos mais variados sentidos. As horas nunca passaram tão depressa, os banhos nunca foram tão movimentados, as brincadeiras de cócegas nunca foram tão intensas e a saudade nunca foi tão avassaladora. Nunca coube um desassossego tão gostoso dentro do sossego. 

Você diz que nosso amor vem de outras vidas. Eu, como boa agnóstica, não duvido e nem acredito – muito pelo contrário. Assim como eu também não duvidaria se me dissessem que ele veio de uma explosão estrelar, de um cosmo em constante expansão onde tudo surpreende o tempo todo. 

E eu sigo sem cansar. 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s